You are currently viewing Eleições do Sistema CFA/CRAs: participe e contribua para o fortalecimento da profissão

Eleições do Sistema CFA/CRAs: participe e contribua para o fortalecimento da profissão

Em 2024, os profissionais de Administração de todo o país terão um compromisso imperdível: as eleições do Sistema CFA/CRAs. O pleito deste ano renovará 1/3 dos conselheiros federais e regionais e, mais uma vez, será realizado exclusivamente pela internet.

A Comissão Permanente Eleitoral do Conselho Federal de Administração (CPE/CFA) trabalha desde o ano passado para garantir total transparência no processo eleitoral. Uma das primeiras missões foi elaborar e aprovar, junto ao plenário do CFA, a Resolução Normativa CFA nº 633, de 24 de outubro de 2023, que aprova o regulamento das eleições do Sistema CFA/CRAs.

Para o coordenador da Comissão, Adm. Mauro Leonidas, o processo eleitoral é uma grande oportunidade para os profissionais de Administração de todo o país.

“Com a responsabilidade de eleger os representantes que conduzirão as políticas e diretrizes da profissão nos próximos anos, os profissionais da Administração têm a oportunidade de influenciar diretamente o rumo da categoria e fortalecer sua atuação em diversos setores da sociedade”, explica.

Além de Mauro, a CPE/CFA também é composta pela conselheira federal, Admª Norma Sueli Costa de Andrade (vice-coordenadora), e pelo conselheiro federal, Adm. Gelson Luiz Uecker. Eles contam, ainda, com apoio dos seguintes colaboradores do CFA: Admª Juliana dos Reis Cardoso, Marcos Antônio Susin e da Adv. Rosilane Silva Resende. 

De acordo com o regulamento das eleições, podem votar os profissionais de Administração registrados e que estiverem adimplentes, em pleno gozo de seus direitos e integrando o Colégio Eleitoral constituído até o dia definido no Calendário Eleitoral. E podem se candidatar os profissionais de Administração – administradores e tecnólogos – com dois anos, no mínimo, de registro profissional em CRA.

As candidaturas serão apresentadas sob a forma de chapas, com a indicação dos candidatos efetivos e respectivos suplentes, obedecido o quantitativo de vagas a preencher. A chapa deverá ser composta, preferencialmente, por 50% de mulheres. “Esta é uma forma de incentivar uma maior participação feminina nas eleições do Sistema CFA/CRAs”, disse Mauro.

O coordenador da CPE/CFA destaca, ainda, que as eleições não se limitam apenas à escolha de conselheiros federais e regionais, mas também representam uma oportunidade para os profissionais de Administração se engajarem ativamente na construção de uma profissão mais sólida e reconhecida.

“Por meio do voto consciente e participativo, os profissionais podem contribuir para a construção de um ambiente profissional mais justo, inclusivo e dinâmico, capaz de enfrentar os desafios e oportunidades do mundo contemporâneo.”, defendeu.

Mauro, que também é diretor de Comunicação e Marketing do CFA, reforça a importância da participação de todos os profissionais de Administração no processo eleitoral do Sistema CFA/CRAs.

“A participação não é só um dever de todos os profissionais registrados e adimplentes. É, acima de tudo, um direito democrático de escolher quem vai conduzir o seu Conselho pelos próximos anos. Portanto, é fundamental que todos exerçam esse direito de forma consciente e responsável, escolhendo os representantes que melhor representem seus interesses e aspirações. Somente assim será possível fortalecer o Sistema CFA/CRAs e consolidar a profissão de administrador como um pilar essencial para o desenvolvimento econômico e social do país.”, declarou o diretor do CFA.

Para finalizar, Mauro lembra que, para votar, os profissionais de Administração precisam manter os dados atualizados para que o Regional forme o colégio eleitoral. “É por meio desse cadastro que o CFA envia, por e-mail ou SMS, as orientações sobre as eleições. Para atualizar os dados, os profissionais de administração precisam entrar em contato com o CRA onde estão registrador”, completou.

Clique aqui e acesse a RN CFA nº 633 na íntegra.

Ana Graciele Gonçalves

 

Fonte : www.cfa.org.br